Notícias

Nasce um novo sonho

Nasce um novo sonho

Após um mês de homenagens ao Anjo Bom da Bahia e ao milagre diário representado em seu legado, as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) vivenciam agora a expectativa de um novo desafio: ampliar a assistência prestada aos pacientes oncológicos. A nova jornada de Fé, em favor do pobre, do doente, do mais necessitado, teve seu marco inicial no último dia 20, quando, em visita à sede da instituição, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, anunciou a liberação de recursos, da ordem de R$ 6,5 milhões, para aquisição do tão sonhado aparelho de ressonância magnética (ver galeria abaixo). Contudo, para que o sonho se realize em sua plenitude, será preciso construir a edificação que abrigará toda a estrutura do serviço, proporcionando assim a realização de exames de imagem em alta definição – ferramenta fundamental para o diagnóstico precoce e preciso dos pacientes, em especial, aqueles em tratamento contra o câncer. E para a construção dessa nova unidade, a instituição da Mãe dos Pobres espera contar com o apoio da população, através de doações de recursos financeiros. Orçado em R$ 3,3 milhões e com aproximadamente 700 metros quadrados, o espaço, que será construído ao lado da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), vai englobar, além da sala da ressonância magnética, área de circulação, recepção e sanitários, entre outros ambientes. Doações à campanha já podem ser feitas via conta bancária: Banco Bradesco / Agência 2864 / Conta Corrente 11.147-3.

“A ressonância magnética é de fundamental importância, principalmente para pacientes cirúrgicos e oncológicos. Agora vem um novo desafio, pois teremos o recurso para o equipamento, mas não ainda para a construção do espaço. Então esperamos, através de campanhas, mobilizar toda a sociedade, conseguindo os 3,3 milhões de reais necessários para erguer o prédio”, declarou a superintendente das Obras Sociais, Maria Rita Pontes. “Sabemos que a ressonância magnética é muito importante para a OSID, que muitas das pessoas que aqui chegam precisam desse serviço, até para ter um diagnóstico melhor para os próximos procedimentos. Estamos todos juntos na busca de viabilizar para as Obras Sociais Irmã Dulce o melhor atendimento, a melhor eficiência, a melhor prestação de serviço”, afirmou Gilberto Occhi, que veio à entidade acompanhado do secretário de Atenção à Saúde, Francisco Figueiredo; do secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas; do secretário municipal da Saúde, Luiz Antônio Galvão, e do senador Roberto Muniz. “A OSID é uma instituição que vale a pena apoiar. Aqui tudo que se coloca é transformado em assistência. Aqui é uma casa de acolhimento que tem um coração grande, aberto, como era o coração de Irmã Dulce”, destacou Vilas-Boas.

Ainda na ocasião do anúncio sobre a liberação dos recursos para aquisição do aparelho, um ato de forte simbologia marcou o início da campanha pela nova unidade: reproduzindo o mesmo gesto que há quase seis anos pautou o sonho pela implantação da Unacon, foram plantadas medalhinhas de Irmã Dulce no terreno onde será construído o prédio que abrigará a ressonância magnética. Também no local, foi colocada uma imagem do Anjo Bom, como sinal de Fé na mobilização de toda a sociedade em favor dos menos favorecidos. Além de permitir a aquisição do novo equipamento, com o valor liberado pelo Ministério da Saúde será possível ainda adquirir um mamógrafo, um aparelho de raio x telecomandado e dois aparelhos de raio x convencionais, que irão reforçar a estrutura do Centro de Bioimagem da OSID.