Notícias

OSID recebe doação do Atakadão Atakarejo

OSID recebe doação do Atakadão Atakarejo

Em pleno Dia de Doar (comemorado este ano em 27 de novembro), as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) receberam a doação de R$ 100 mil do Atakadão Atakarejo. O valor corresponde aos dois primeiros meses do projeto Troco Solidário, pelo qual os clientes da rede de supermercados podem disponibilizar seu troco para a instituição do Anjo Bom. O cheque simbólico foi entregue pelo presidente do Atakadão Atakarejo, Teobaldo Costa, à superintendente da OSID, Maria Rita Pontes, que anunciou que o recurso será investido na ampliação da Unidade Dona Dulce – núcleo das Obras Sociais voltado para o atendimento de pacientes em tratamento de câncer assistidos pela entidade.

“Essa doação prova o que Irmã Dulce dizia: ‘quando cada um faz um pouco, o pouco de muitos se soma’. Para quem doa, pode não ser muito, mas quando reúne a doação de todos, nós vemos a força dessa união. Agradeço muito à equipe do Atakadão Atakarejo e especialmente a cada pessoa que deixou sua contribuição para as Obras de Irmã Dulce”, destacou Maria Rita Pontes.

Feliz com o resultado da campanha, Teobaldo Costa ressaltou a satisfação em ajudar a Casa da Mãe dos Pobres: “Encontramos nas Obras de Irmã Dulce uma entidade séria, gerida de forma profissional, que cuida de cada centavo que recebe. E essa ação mostra que um pequeno gesto pode fazer uma grande diferença. Então quem está de parabéns na verdade são os consumidores, é a população que está doando seu troco para ser repassado para a OSID”, declarou o empresário, que afirmou ainda que o projeto vai continuar beneficiando as Obras Sociais Irmã Dulce.

A rede baiana Atakadão Atakarejo conta atualmente com 12 lojas, sendo 11 em Salvador - localizadas nos bairros do Iguatemi, Calçada, Caminho de Areia, Baixa do Fiscal, Cabula, Piatã, Amaralina, Boca do Rio, São Cristóvão, Castelo Branco e Pernambués, e uma unidade no município de Lauro de Freitas. As Obras Sociais Irmã Dulce abrigam atualmente um dos maiores complexos de saúde com atendimento 100% gratuito do Brasil, com mais de 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), entre idosos, pessoas com deficiência, pacientes sociais, crianças e adolescentes em situação de risco social, dependentes de substâncias psicoativas e pessoas em situação de rua.