Notícias

CESA inaugura Sala de Memória

CESA inaugura Sala de Memória

O Centro Educacional Santo Antônio (CESA) inaugura nesta terça-feira (dia 14), às 9h, a Sala de Memória Governador Lomanto Júnior, espaço que conta um pouco da história do núcleo de educação das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) por meio de fotografias, painéis e objetos. O nome do local é uma homenagem ao antigo governador da Bahia que doou ao Anjo Bom, há 50 anos, o terreno onde funciona a escola que hoje é referência em educação. A inauguração integra as comemorações pelas cinco décadas de existência do CESA e vai reunir professores, alunos e familiares da unidade, além de profissionais da OSID.

As fotografias expostas na Sala de Memória são registros da história do centro educacional, desde a década de 60, quando ainda era um orfanato fundado pela freira baiana, até os dias atuais. Há também troféus e documentos, além de objetos produzidos pelos alunos nas oficinas pedagógicas, à base de cerâmica, tecelagem, papel machê e materiais recicláveis. “Todas as peças são relacionadas ao universo de Irmã Dulce com o núcleo. Os alunos criaram, por exemplo, um Santo Antônio e instrumentos musicais. A intenção é que, a partir deste novo espaço, os estudantes possam se ver, ver a trajetória, a história deles dentro do CESA e compreender até onde a escola já chegou através da contribuição de cada um deles”, destaca o assessor de Memória e Cultura da OSID, Osvaldo Gouveia. “A Sala de Memória será de grande importância para o CESA, pois os alunos terão a chance de vivenciar o legado de Irmã Dulce, que está presente em todas as ações da escola”, afirma a líder do centro educacional, Flávia Rosemberg. 

CESA - Com cinco décadas de atividades, o CESA atende atualmente, em regime de tempo integral, 700 crianças e adolescentes em situação de risco social, oferecendo ensino da educação infantil ao 9º ano, alimentação, fardamento e material escolar gratuitos. O centro proporciona ainda arte-educação (oficinas de cerâmica e tecelagem), educação ambiental, inclusão digital, cursos de iniciação profissional (orquestra, teatro, dança, percussão) e musical (canto coral), além de biblioteca, cinemateca, parque infantil e brinquedoteca; assistência social às famílias e promoção de saúde com atendimentos pediátrico e odontológico. Nascido em 1964, o núcleo de educação das Obras Sociais Irmã Dulce começou como um orfanato onde a freira baiana abrigava meninos sem referência familiar. Em 1994, tornou-se um colégio em tempo integral, com foco na qualidade do ensino básico.