Notícias

Projeto "quebra o gelo" entre médicos, paciente e familiares

Projeto

Quando o médico se despe da formalidade e vence aquela tradicional distância cultuada no dia-a-dia das enfermarias, algo muito bom pode acontecer. Algo como, por exemplo, um bate-papo descontraído com parentes e amigos de pacientes, sobre assuntos de saúde. Então, para essas pessoas, o médico deixa de ser considerado inacessível e passa a integrar o “mundo da gente”. Esse cenário já está virando rotina graças à iniciativa da Psicologia da Clínica Médica, responsável pelo projeto O que é isso, doutor? – Tire suas dúvidas em saúde.

Uma vez por semana, um médico residente da Clínica Médica do Hospital Santo Antônio,  das Obras Sociais Irmã Dulce, é convidado a participar das reuniões de família e abordar temas em saúde, esclarecendo as dúvidas dos familiares. Os encontros têm “quebrado o gelo”, ou seja, aproximado bastante os médicos, familiares e pacientes. “A ideia surgiu ano passado, a partir de um projeto piloto. Chamei um residente, e ele participou da reunião de família, aquela que todos os núcleos de assistência em saúde fazem. E foi o maior sucesso”, conta a psicóloga e idealizadora, Michelle Sampaio.

As reuniões acontecem sempre às quartas-feiras, numa sala do Centro de Ensino e Pesquisa do hospital, e duram em torno de uma hora. Os participantes fazem os questionamentos, a psicóloga os anota e lê para o médico, evitando que se sintam intimidados. Lá para a metade do encontro, a coisa já está bem mais solta e o estigma de que o médico é algo inatingível é afastado. No final, tem lanchinho e todo o mundo sai satisfeito. “Gostei muito. Não tem nada mais importante do que a gente ter o esclarecimento sobre as coisas que estão do nosso lado, que fazem parte da nossa vida”, avalia Clemilda Carvalho, 66 anos, que acompanha um irmão internado no hospital.

DEPOIMENTOS “Infelizmente a relação médico-paciente vem perdendo cada vez mais espaço para consultas rápidas e frias (...). Vi este projeto como um resgate da comunicação entre profissionais de saúde e a população, em que suas dúvidas e angústias podem ser amenizadas. Enfim, fiquei muito feliz com a oportunidade e muito lisonjeado com o convite. Todos vocês estão de parabéns com o excelente trabalho e que ele continue firme e forte”. Caio Machado – médico residente em Clínica Médica “O projeto estreita e descontrai o contato entre médico e paciente, coisa geralmente mais difícil de acontecer numa enfermaria. Além de permitir a disseminação de informações importantes em saúde, ajuda a tornar o nosso trabalho mais humano”. Cássio Fernandes – médico residente em Clínica Médica