Notícias

Emoção e fé nos 99 anos do Anjo Bom

Emoção e fé nos 99 anos do Anjo Bom

Um público estimado em mais de 1,2 mil pessoas, entre admiradores e fiéis do Anjo Bom, funcionários, voluntários, moradores e pacientes das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) marcou presença na bela festa de 99 anos da freira baiana, que contou com missa e procissão no último domingo, 26 de maio. Entre orações, cânticos, lágrimas, sorrisos, aplausos e muitas demonstrações de fé e emoção, a trajetória de amor, dedicação, entrega e serviço aos mais necessitados foi lembrada e festejada. Para muitos, a intenção é também agradecer por graças alcançadas. “Minha filha estava muito doente, pedi muito a Irmã Dulce que intercedesse pela sua recuperação e ela ficou completamente boa. Tenho certeza que foi a Bem-aventurada, que para mim já é uma santa”, contou a dona de casa Maria José Couto.

Partindo da Colina Sagrada, a procissão encheu de beleza as ruas do Bonfim e seguiu em direção à sede da OSID. Além da imagem da Bem-aventurada, as imagens do Senhor do Bonfim, da Imaculada Conceição da Mãe de Deus e de Santo Antônio integraram o momento festivo, que contou ainda com um mini trio. Também participaram a superintendente das Obras, Maria Rita Pontes, além de membros de paróquias da capital e do interior da Bahia.

Em seguida foi celebrada a missa solene, presidida pelo bispo de Jequié e conselheiro da OSID, Dom Frei José Ruy e concelebrada por padre Edson, reitor da Basílica do Bonfim; padre Alberto Montealegre, reitor do Santuário da Bem-aventurada; frei Beto, capelão da OSID; frei Mário, capuchinho das Obras e frei Ronaldo, pároco da Paróquia de Santo Antônio Além do Carmo. Com o Santuário lotado, a missa também contou com as presenças do presidente do Conselho da OSID, Ângelo Calmon de Sá, do conselheiro João Carlos Telles e de amigos da instituição, como a escritora Mabel Velloso e o rabino Uri Lam, da Sociedade Israelita da Bahia.

Com o tema 99 anos de Irmã Dulce: celebrando o amor e o serviço pela fé, a festa teve também um emocionado parabéns para você e muitos foguetes. “Estamos aqui para celebrar a herança que Irmã Dulce nos deixou, herança de fé, de caridade, que se manifesta de forma clara na obra que ela nos deixou e que beneficia a tantas pessoas”, destacou padre Alberto. A Bem-aventurada recebeu homenagens em dezenas de cidades brasileiras pela passagem do seu aniversário. Missas e celebrações foram realizadas em Aracaju, Fortaleza, Jequié (BA), Taubaté (SP), Cândido Mota (SP) e Itabaiana (SE), entre outras localidades, agradecendo e difundindo o exemplo do Anjo Bom pelo país.