Notícias

Um mês para ficar na memória

Um mês para ficar na memória

O mês de outubro ficará marcado por momentos inesquecíveis; por roteiros cujas cenas só poderiam ganhar vida pelas mãos e corações dos filhos e filhas do “Amar e Servir”. Diante de tantos eventos, notícias e retratos desse amor incondicional, não há como não se emocionar novamente diante das lembranças e da saudade deixada pela memorável festa do Profissional Destaque, um dos mais importantes eventos da Casa de Dulce, que em 2018 levou o público a um novo patamar de sensações graças ao tema Valores de Dulce. Além das merecidas homenagens aos colaboradores que mais se destacaram ao longo do ano de 2017, seja pelo serviço prestado, pela dedicação, respeito, cordialidade e companheirismo (relembre no quadro abaixo), o encontro ainda brindou o público com belas apresentações, traduzindo, através da música, dança, teatro e poesia, o Amor ao próximo, a Espiritualidade, a Ética, o Respeito às diversidades, a Gratidão, o Comprometimento e a Qualidade, valores que tanto inspiram e guiam os passos daqueles que ajudam a perpetuar o trabalho na instituição do Anjo Bom.

O Complexo Roma ficou pequeno diante de tanto envolvimento, criatividade e talentos artísticos revelados, os quais capricharam em interpretações, coreografias, cenários, roteiros, figurinos e paródias. Cenas de cinema e poesia, como a apresentação “La Casa de Dulce, da Dulceflix”, inspirada na série La Casa de Papel, da provedora Netflix, que proporcionou momentos inusitados, como a metralhadora que no lugar das balas produzia uma chuva de corações; instantes como o “encontro” da Mãe dos Pobres com personalidades, familiares e amigos que já faleceram, como Charlie Chaplin, Carmen Miranda, o cangaceiro Volta Seca, o médico Taciano Campos e Dona Dulcinha, irmã da freira; ou ainda a música e a dança contagiantes que embalaram a apresentação de colaboradores e alunos do Centro Educacional Santo Antônio diante de uma embalagem gigante do Panetone Irmã Dulce, de onde, em dado momento, saíram estudantes e uma Irmã Dulce convidando o público a “botar a mão na massa” e a ajudar uma obra que transforma a vida de tantas crianças e jovens. “Quero agradecer a cada um dos profissionais que estão aqui, pessoas que se destacam e vestem a camisa com tanto amor, com tanto carinho. De todo o coração, meus parabéns a todos”, declarou emocionada a superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), Maria Rita Pontes.

Além da justa homenagem aos profissionais que mais se destacaram ao longo do último ano, a premiação, seja pelo entusiasmo das torcidas ou pelos discursos emocionados, foi a prova viva de que o milagre de Dulce continua mais vivo do que nunca, renovando-se a cada dia no olhar, no sorriso e na gratidão do irmão acolhido.