Notícias

Obras Irmã Dulce são homenageadas com medalha comemorativa do Tribunal de Justiça da Bahia

Obras Irmã Dulce são homenageadas com medalha comemorativa do Tribunal de Justiça da Bahia

As Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) receberam ontem (30) a medalha comemorativa dos 410 anos de criação do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). A honraria foi entregue pelo primeiro vice-presidente do TJ-BA, desembargador Augusto de Lima Bispo, representando o presidente do Tribunal, desembargador Gesivaldo Britto, à superintendente das Obras, Maria Rita Pontes. 

“A medalha foi instituída para homenagear entidades e personalidades que contribuíram para a sociedade. E muito nos alegra poder entregar às Obras Sociais Irmã Dulce, que prestam importantes serviços para toda a Bahia”, destacou o desembargador Augusto de Lima Bispo.

Na ocasião, Maria Rita também foi presenteada com o livro “410 anos”, que conta a história do mais antigo Tribunal de Relação do Brasil. A superintendente também ganhou um quadro de Irmã Dulce, ao lado do então governador da Bahia, Antônio Carlos Magalhães e do juiz Phídias Martins Júnior, em agosto de 1981, durante doação de terreno para ampliação do Hospital Santo Antônio e a cópia do artigo “O milagre jurídico de Irmã Dulce”, escrito pelo juiz e que descreve como foi o processo de doação da área.

“Esse momento é muito especial para todos nós. Receber a homenagem do Tribunal de Justiça no ano em que as Obras completaram 60 anos e faltando 13 dias para a Canonização de Irmã Dulce, muito nos alegra”, agradeceu Maria Rita.

Estiveram presentes na homenagem, realizada no auditório da instituição, o presidente do Conselho de Administração da OSID, Ângelo Calmon de Sá e os conselheiros da entidade Ivan Leão e Manoel Castro. Também participaram da solenidade os desembargadores Lidivaldo Britto; Mário Augusto Albiani Alves Júnior; Maria Purificação da Silva; Gardênia Pereira Duarte; Nágila Maria Sales Britto; Heloísa Pinto de Freitas Gradi e Ivanilton Santos da Silva; o chefe do gabinete de Segurança Institucional do TJ, coronel Marcos Antônio Lemos e a secretária geral da presidência do Tribunal, Iramar Martinez.

Após a cerimônia, os membros do TJ-BA visitaram  o Memorial Irmã Dulce e a Capela das Relíquias, onde está localizado o túmulo do Anjo Bom.