Notícias

Segunda-dama do Brasil visita as Obras Sociais Irmã Dulce

Segunda-dama do Brasil visita as Obras Sociais Irmã Dulce

As Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) receberam neste sábado (21) a visita da segunda-dama do Brasil, Paula Mourão. Acompanhada da amiga, Calliope Ferraz, e do presidente da Fecomércio-BA, Carlos Andrade, a vice-primeira-dama foi recebida pela superintendente da OSID, Maria Rita Pontes; pelo presidente do Conselho da instituição, Ângelo Calmon de Sá; por conselheiros, gestores, líderes e religiosos da OSID; pela irmã da Bem-Aventurada, Ana Maria Lopes Pontes, e por integrantes da Rede Amigas de Dulce. 

Na Casa do Anjo Bom, Paula Mourão conheceu o trabalho do Centro de Acolhimento à Pessoa com Deficiência, que atualmente abriga 82 pessoas, percorreu as instalações do Hospital Santo Antônio e conferiu o local do antigo galinheiro, onde Irmã Dulce abrigou os primeiros doentes, dando origem ao maior hospital da Bahia. Em sua visita às Obras Sociais, a segunda-dama foi acolhida no Memorial Irmã Dulce pelos monitores Jaqueline Mota e Ronaldo Castro, que emocionaram a comitiva ao interpretar a música “Amor sem palavras”, do padre Antônio Maria. 

Encantada com a história da freira baiana, Paula Mourão fez fotos ao lado da escultura de Irmã Dulce, localizada no Dulce Café, e ganhou um broche da Rede Amigas de Dulce, entregue pela coordenadora do grupo, Rosemma Maluf. A vice-primeira-dama também rezou ao lado de fiéis que participavam da missa no estacionamento do Santuário. Na ocasião, a superintendente da OSID apresentou à comitiva o novo túmulo da beata, que ganhou uma efígie em tamanho real de Irmã Dulce. 

Ao final da visita, na Sala do Conselho, Paula Mourão confirmou que estará, junto com o seu esposo, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, representando o governo brasileiro na Cerimônia de Canonização de Irmã Dulce, dia 13 de outubro, no Vaticano. 

“Estejam certos de que levarei comigo o testemunho do trabalho de vocês e do que vocês desenvolvem aqui, dando seguimento ao nome e ao amor da Irmã Dulce. Eu só tenho a agradecer. Realmente, depois de conhecer em loco um trabalho tão maravilhoso, temos que cada vez mais fazer prosperar para que isso jamais acabe”, declarou Paula, bastante emocionada, que foi presenteada por Maria Rita com duas biografias sobre Irmã Dulce; uma imagem da futura Santa Dulce dos Pobres; uma blusa em homenagem à canonização e broas produzidas no Centro de Panificação da instituição.