Notícias

Exposição no Memorial Irmã Dulce homenageia Santo Antônio

Exposição no Memorial Irmã Dulce homenageia Santo Antônio

A relação entre Irmã Dulce e Santo Antônio está sendo retratada com capricho e riqueza de detalhes na exposição Dulce e Antônio: 100 anos de amor e cumplicidade, em cartaz no Memorial Irmã Dulce (Largo de Roma). E é no altar do “Santo Caridoso” que a mostra está montada, resgatando assim a tradição do Anjo Bom de decorar o altar do seu santo querido, costume que mantinha antes mesmo de entrar para a vida religiosa. A exposição tem como conceito a simplicidade e o amor ao próximo e reúne materiais rústicos como palha de coqueiro, folhagens e esteira trançada, entre outros elementos típicos da cultura regional, para revelar as similaridades entre o Protetor dos Pobres e a Mãe dos Pobres.

A exposição tem como ícone uma relíquia da família Lopes Pontes: uma imagem de Santo Antônio do século 19 que pertenceu ao advogado Manoel Lopes Pontes, avô da freira. “É uma responsabilidade transpor para um olhar artístico a simplicidade e a devoção de Irmã Dulce a Santo Antônio”, observa a artista plástica Mônica Silva, responsável por adornar o altar. Para a artista, sua forte identificação com o tema foi fundamental para a composição da obra: desde a infância ela decora altares dedicados ao santo, de quem também é devota. Com entrada franca, a mostra pode ser apreciada até 9 de agosto, nos horários de visitação do Memorial: terça a domingo, das 10 às 17 horas.