Notícias

Grupo de devotos do Paraná se emociona ao conhecer as Obras de Irmã Dulce

Grupo de devotos do Paraná se emociona ao conhecer as Obras de Irmã Dulce

Uma caravana com 34 devotos de Irmã Dulce da Paróquia Santo Antônio de Maringá (PR), onde está sendo construída uma capela em honra da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, realizou o sonho de assistir a uma missa na mesma capelinha onde o Anjo Bom costumava rezar. Após a missa na Capela Santo Antônio, celebrada no fim da manhã de sexta-feira, por padre Sandro Ferreira, pároco da comunidade paranaense, o grupo visitou o Memorial Irmã Dulce, o Santuário da Bem-Aventurada, e fez questão de conhecer o antigo galinheiro onde nasceram as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID).

Conduzindo os devotos, padre Sandro contou que o desejo do grupo era estar nesses lugares onde a beata viveu e também conhecer o local que abriga o seu corpo: “Diante do túmulo dela todos ficamos muito emocionados”. Durante o passeio, os visitantes aproveitaram para fazer registros da visita que planejaram com tanto carinho. A capelinha de Maringá, que nasceu de um desejo da própria comunidade de expressar sua devoção à Irmã Dulce, é a mais recente edificação religiosa, entre as 39 paróquias, igrejas e capelas em homenagem a Dulce dos Pobres construídas no Brasil, de acordo com a catalogação de Osvaldo Gouveia, assessor de Memória e Cultura da OSID.