Notícias

Foi dada a largada para as homenagens ao Anjo

Foi dada a largada para as homenagens ao Anjo

O primeiro domingo (5) de agosto, mês dedicado ao Anjo Bom do Brasil, começou ao som das buzinas e do ronco dos motores. Concentrados no estacionamento do Santuário da Bem-Aventurada, dezenas de carros ornamentados com balões, cartazes e desenhos anunciavam uma manhã de belas manifestações de devoção à Mãe dos Pobres. A procissão motorizada, que deu largada à primeira edição da Carreata Irmã Dulce, começou pouco antes das 10h, logo após a missa. Guiados pela imagem peregrina da freira baiana – transportada em veículo aberto e decorado com bolas azuis e brancas, além de um coração formado por flores –, os carros percorreram as principais ruas da Cidade Baixa de Salvador, relembrando momentos marcantes da trajetória da religiosa, como as visitas à Feira de São Joaquim em busca de alimentos para os pobres e doentes.

A cada trajeto percorrido, as pegadas de amor e serviço de Dulce ganhavam a companhia de crianças, adultos e idosos que paravam ao longo das vias para acenar, fotografar e agradecer. As emoções seguem agora na expectativa pelo resultado do concurso que irá eleger o carro mais bem ornamentado da carreata, o qual será anunciado no dia 13 de agosto, às 17h, na missa de encerramento das homenagens a Irmã Dulce. O vencedor será premiado com uma imagem de 30 centímetros da freira baiana.

Sábado de orações – Enquanto o domingo foi de estreia da Carreata Irmã Dulce, o sábado (4) foi marcado pelo início oficial da programação que celebra o Dia Litúrgico da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres. Tendo como tema “Com Irmã Dulce, no amor e na fé encontraremos as forças necessárias para a nossa missão”, o primeiro dia do Novenário reuniu centenas de fiéis no Santuário da beata baiana, em missa presidida por seu reitor, frei Giovanni Messias. Entre expressões de gratidão pela graça recebida e pedidos de intercessão, a celebração uniu em prece pela Mãe dos Pobres fiéis da comunidade e membros de diversas paróquias homenageadas – como a de Nossa Senhora da Piedade, que tinha, entre suas devotas, testemunhas das ações de caridade e catequese de Irmã Dulce na Massaranduba, bairro onde a freira iniciou sua missão de acolhimento aos mais humildes na década de 1930. Após a missa, frei Giovanni conduziu os fiéis à Capela das Relíquias, espaço que abriga o corpo da religiosa, para que ali, mais uma vez, pudessem receber bênçãos e renovar sua fé.

A agenda festiva continua

A novena prossegue até dia 12 (domingo), sempre às 17h, no Santuário da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres. A cada dia a celebração terá um pregador e um grupo de homenageados, entre unidades, voluntários e parceiros das Obras Sociais Irmã Dulce, além de paróquias, congregações, irmandades, órgãos públicos e instituições.

Também no domingo será realizada a 2ª Caminhada Irmã Dulce, às 8h, com saída da Igreja do Bonfim em direção ao Santuário da beata. Ainda no dia 12 acontece a Tarde de Louvor com o padre Antônio Maria, a partir das 14h30, também na igreja do Anjo Bom. O ponto alto da programação será no dia 13 de agosto, data oficial da festa litúrgica de Irmã Dulce, quando haverá um dia inteiro de comemorações. Entre os destaques do dia 13 estará a Missa Solene, às 9h, no Santuário da Bem-Aventurada, que será presidida pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.