Notícias

Descubra dez coisas sobre Irmã Dulce que você não sabia

Descubra dez coisas sobre Irmã Dulce que você não sabia

No Dia do Amigo, comemorado hoje (20), confira 10 curiosidades sobre o Anjo Bom da Bahia.

1- O nome de batismo de Irmã Dulce é Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes. Em 13 de agosto de 1933, quando recebeu o hábito das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, recebeu o nome de Irmã Dulce em homenagem à mãe.



2 - Irmã Dulce nasceu no dia 26 de maio de 1914, no bairro do Barbalho, na freguesia de Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador.



3 - Aos 13 anos já atendia doentes no portão de sua casa.


4 - O Anjo Bom do Brasil formou-se em professora pela Escola Normal da Bahia (atual ICEIA), concluiu o curso de Oficial de Farmácia e recebeu o título de Auxiliar de Serviço Social.

5 - Com 21 anos iniciou o trabalho de assistência à comunidade carente, sobretudo nos Alagados, conjunto de palafitas que se consolidara na parte interna do bairro de Itapagipe. Nesta época a imprensa começou a chamá-la de Anjo dos Alagados.

6 - Inaugurou, em 1948, o Cine Teatro Roma, na Cidade Baixa, primeiro palco de Roberto Carlos na Bahia. No espçao hoje fica o Santuário da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres.  


7 - Em 1964 inaugurou o Centro Educacional Santo Antônio (CESA), em Simões Filho, para abrigar meninos sem referência familiar. Hoje o CESA é uma escola em tempo integral que atende 750 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.


8 - Por sua dedicação aos pobres e doentes, foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz.

9 - Construiu um dos maiores hospitais da Bahia a partir de um simples galinheiro. Hoje, as Obras Sociais Irmã Dulce realizam 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano a usuários do Sistema Único de Saúde.
 

10 - Foi beatificada em 2011, quando passou a se chamar Bem-Aventurada Dulce dos Pobres. Atualmente está em processo de canonização, sendo necessária a comprovação de mais um milagre atribuído à sua intercessão para se tornar santa.