Notícias

Missas e exposição marcam homenagens a Santo Antônio nas Obras Irmã Dulce

Missas e exposição marcam homenagens a Santo Antônio nas Obras Irmã Dulce

Santo Antônio ganhará homenagem especial nesta quarta-feira, 13 de junho, com duas missas festivas, às 8h30 e 17h, no Santuário da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres (Largo de Roma). A celebração das 8h30 será presidida por dom Marco Eugênio, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Salvador, enquanto a missa das 17h terá à frente o padre Adilton Lopes, reitor da Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição da Praia. Com a presença de centenas de fiéis e devotos, as celebrações serão marcadas por cânticos e louvores ao santo querido de Irmã Dulce, conhecido como “protetor dos pobres e oprimidos”. Como é tradição, as missas incluem um gesto concreto, com a oferta de gêneros alimentícios e produtos de higiene pessoal que serão doados a famílias carentes e também utilizados pelo público assistido pelas Obras Sociais Irmã Dulce (OSID).

Exposição - Para marcar as homenagens ao santo caridoso, o altar com a secular imagem de Santo Antônio que pertenceu ao avô do Anjo Bom, o advogado Manoel Lopes Pontes, ganhou decoração especial no Memorial Irmã Dulce (MID), localizado no Largo de Roma. O altar-instalação traz como tema “O papel de Santo Antônio na vida de Irmã Dulce” e desenvolve, numa perspectiva plástica e mística, uma narrativa que remete à relação de “parceria” entre a religiosa baiana e o santo de sua devoção. Através de objetos confeccionados em papel reciclado, a obra recria o contexto simbólico da relação de Irmã Dulce com seu padroeiro.

Criado e executado pela arte-educadora do MID, Mônica Silva, e colaboradores da Assessoria de Memória e Cultura da OSID, o altar-instalação também é uma forma de resgatar a tradição da Mãe dos Pobres, que era devota de Santo Antônio antes mesmo de entrar para a vida religiosa e homenageava o santo decorando seu altar. Era em frente a esta relíquia da família que o Anjo Bom costumava fazer seus pedidos e orações. A visitação fica aberta até 30 de junho, nos horários de funcionamento do Memorial: de terça a domingo, das 10 às 17h.