Notícias

Obras Sociais Irmã Dulce realizam semana do transplante

Obras Sociais Irmã Dulce realizam semana do transplante

Para conscientizar sobre a importância do nobre ato de doar um órgão, as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) realizam, nos próximos dias 26 e 27 de setembro (quinta e sexta-feira), a Semana do Transplante 2013, com palestra, sorteios, arrastão educativo e apitaço pelos ambulatórios e enfermarias da instituição, localizada no Largo de Roma. O evento - realizado pela Comissão Intrahospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (Cihdott) da OSID - marca também a passagem do Dia Nacional da Doação de Órgãos, em 27 de setembro. Psicóloga da Unidade de Oncologia da OSID e integrante da Cihdott, Michelle Sampaio salienta que as filas de espera por órgãos ainda são muitos grandes, o que reforça a necessidade de chamar a atenção da população sobre a importância da doação. “Para muitas pessoas, o transplante de órgãos é a única chance de continuar vivo ou de viver com qualidade”, diz.

Legislação O Brasil é o país com a legislação mais bem definida sobre as regras de doação de órgãos e punições caso o processo não seja idôneo do começo ao final. Desta forma, se garante a transparência do processo, evitando a possibilidade de tráfico de órgãos ou manipulação da fila de espera. “Recebe o órgão quem precisa mais e não quem tem mais dinheiro. A fila leva em conta a prioridade clínica e é equânime, ou seja, todos os indivíduos têm direitos iguais”, frisa a líder técnica do Hospital Santo Antônio, Hospital da Criança e CMSALP (Centro Médico Social Augusto Lopes Pontes) e presidente da Cihdott, Cínthia Almeida.

Para que a doação aconteça, não adianta a pessoa que tem interesse em doar seus órgãos deixar nada por escrito. A família tem que estar ciente deste desejo e concordar com a doação, pois é ela quem assina o termo de doação. “Por isso, é fundamental que o potencial doador manifeste o desejo de doar em vida, à sua família. O importante é mudar a cultura, deixando as pessoas cientes que os doadores são tratados com respeito pela equipe e que doar, antes de tudo, é um ato de benevolência e amor ao próximo. Desta vida, só carregamos conosco as nossas boas ações”, declara Cínthia.

Programação : 26/09 - Arrastão educativo e apitaço pelos ambulatórios e enfermarias do Hospital Santo Antônio, Hospital da Criança e CMSALP, além de sorteio; 27/09 - Palestra sobre doação de órgãos, às 10h, no auditório do CEPPAJ (Centro de Ensino e Pesquisa Professor Adib Jatene) e sorteio.