Notícias

Tudo azul no Centro Histórico de Salvador

Tudo azul no Centro Histórico de Salvador

Já está em pleno funcionamento, no Centro Histórico de Salvador, o Centro de Convivência Irmã Dulce dos Pobres – unidade idealizada pelas Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB). Com foco na assistência ao usuário de substâncias psicoativas, o novo serviço abre espaço também para atendimento às famílias residentes no bairro, além de clientes referenciados pela rede SUS. A nova unidade, instalada na Rua Direta do Santo Antônio (no local onde antes funcionava o antigo Ponto de Encontro), tem como base de suas atividades o resgate e fortalecimento da cidadania; o incentivo à arte e educação e uma proposta de economia solidária associada à geração de renda.

Entre os serviços oferecidos pelo Centro de Convivência Irmã Dulce dos Pobres, estão oficinas direcionadas ao tratamento terapêutico, incluindo oficinas profissionalizantes a partir de parcerias com empresas e cooperativas de diversas áreas do mercado. Alcançando segmentos diversos, essas atividades estão sendo implantadas de acordo com o atendimento às necessidades de seus diferentes públicos, desde o usuário até idosos residentes na comunidade. No conjunto dos assuntos trabalhados pelas oficinas, estarão temas como Autocuidado; Alfabetização de Adultos; Teatro; Mosaicos; Ginástica na Praça; Saúde; Cidadania; Artesanato; Pintura; Música e Educação Ambiental.

Além de atender os usuários de substâncias psicoativas, o novo espaço estará voltado também ao atendimento às comunidades e famílias residentes no Centro Histórico. “No caso da assistência ao usuário, o atendimento será feito a partir de um processo prévio e organizado de agendamento e encaminhamento aos serviços oferecidos pela unidade”, explica a líder do Centro de Convivência, Maria Del Carmen.  Esse trabalho inclui ainda etapas como o direcionamento do usuário às redes de apoio psicossocial, municipais ou estaduais, ou seu encaminhamento, dependendo da necessidade da pessoa assistida, a outras instituições para resolução de questões, por exemplo, na área jurídica ou no campo da saúde.

Redução de Danos – O Centro de Convivência Irmã Dulce dos Pobres conta ainda com a presença externa do Programa de Redução de Danos (PRD), que além de atender o público mais carente lotado no Centro Histórico de Salvador, irá ampliar também sua rede de assistência para a região da Cidade Baixa. De acordo com Del Carmen, as equipes de redução estarão presentes em ruas e praças, informando e orientando usuários de substâncias psicoativas e moradores em situação de rua. “Dentro desse trabalho informativo e educacional, realizado fora da unidade, estarão abordagens envolvendo assuntos variados, como as políticas sobre drogas, sexualidade, doenças sexualmente transmissíveis, HIV/AIDS, entre outros temas, levando informação, prevenção e conscientização a quem mais precisa”, destaca.