Notícias

Campanha alerta para doação de sangue nos festejos de verão

Campanha alerta para doação de sangue nos festejos de verão

O Carnaval está chegando e o estoque nos bancos de sangue se esgotando. O que se esperava, no entanto, era justamente que os estoques pudessem aumentar para atender a demanda que tende a crescer com o impacto do número de acidentes geralmente relacionados ao período da folia.

A constatação que vem preocupando as autoridades de saúde dos principais hemocentros do país deixa em alerta também a Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue (UCT) das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), que nos meses de dezembro e janeiro coletou abaixo do esperado. “Nossa demanda fica em torno de 680 bolsas por mês, mas não passamos de 550”, informa a médica Marília Sentges, líder da unidade.

A baixa coleta no período, realidade dos hemocentros em todo o país, é um fato cíclico, de acordo com Marília: “Com as férias e as festas de fim de ano, o doador desaparece dos bancos de sangue”. O fato é agravado devido ao aumento no número de acidentes, que costuma demandar transfusões.

De acordo com a líder da UCT, uma mudança nesse cenário só passa a ser observada em março. E é tentando mudar esse quadro, que a unidade já inicia sua campanha para intensificar as doações antes do Carnaval. “Nossa necessidade é constante, mas no período de grandes festas esta situação se agrava, por isso demanda uma ação mais focada na sensibilização para a doação”, diz Sentges.

Sangue bom - Doar sangue é um ato simples (veja pré-requisitos), que dura apenas cerca de uma hora. No entanto é um gesto de solidariedade imensurável. Basta dizer que cada doação pode salvar até quatro vidas. Melhor ainda é saber que, no banco de sangue do hospital de Irmã Dulce as doações não atendem apenas aos pacientes internados na instituição, como explica a líder da UCT: “O que não é utilizado aqui é encaminhado ao hemocentro do Estado a fim de ser distribuído na rede pública. Assim, ajudamos muita gente”.

Requisitos para doar:

  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial;
  • Ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos devem ter autorização dos pais);
  • Pesar no mínimo 50kg;
  • Estar descansado e alimentado;
  • Evitar alimentos gordurosos nas últimas 4 horas e bebidas alcóolicas nas últimas 12 horas;
  • Não estar resfriado, grávida ou amamentando;
  • Não portar ou estar em situação de risco de doenças sexualmente transmissíveis e hepatites.

Horário de funcionamento da UCT da OSID: De segunda a sexta-feira, das 7h10 às 11h30 e das 13h às 16h.